06/05/2018

diários de estudante #1 - como foi e é a faculdade

fazia muito tempo que queria começar essa coluna aqui no blog, contar um pouco como é minha experiência com a faculdade, a rotina de estudos, minhas táticas para entender melhor o assunto e tudo relacionado a isso. hoje, finalmente eu pude sentar e pensar em como formular esse post. hoje, eu vou explicar melhor como tem sido até agora cursar Engenharia e ao longo do tempo, vou fazendo posts complementares explicando outros tópicos.

uma breve introdução... eu decidi cursar Engenharia no ensino médio, sempre tive mais ligação com as matérias de exatas, pesquisei na internet vários sites que falavam sobre os pros e contras, até que acabei me decidindo por Engenharia de Produção já que é uma área bem aberta, que abrange vários setores do mercado de trabalho.

1. como é o curso em si

primeiramente, pra quem não sabe, eu faço engenharia de produção e estou no segundo ano do curso que tem a duração de 5 anos. primeiro ano, caloura, tudo muito diferente e novo, eu não sabia como era os professores nem as matérias. na faculdade onde eu curso, todos os cursos de graduação são divididos por bimestres e é uma faculdade anual, não semestral. no 1° bimestre do curso eu me lembro que passei vários finais de semana (novamente, pra quem não sabe, eu estudo e trabalho, então não tenho quase tempo nenhum para estudar durante a semana, por isso uso o final de semana pra estudar), refiz várias vezes vários exercícios, enfim, estudei cada pedaço do assunto. se você estiver entrando na faculdade agora e está lendo esse post, entenda que a faculdade é totalmente diferente do ensino médio, que o 1° bimestre ou 1° período é normal ter notas abaixo da média mesmo que você vire a noite estudando e que o ritmo de estudo também é muito mais forte do que no colégio, mas isso será assunto para outro post. e foi exatamente isso que aconteceu comigo, infelizmente na época eu não levei isso numa boa e posso dizer que foi uma das etapas mais estressantes da minha vida, mas passou, eu superei e entendi que tudo bem se ocorreram 1 ou 2 notas abaixo da média, sempre (e SEMPRE mesmo) da pra recuperar. de maneira geral, a faculdade de Engenharia é um curso difícil mas não impossível, que se você realmente gosta do que está aprendendo e quer aquilo para o seu futuro, vai se dar super bem. fiz vários trabalhos interessantes para apresentar em uma feira de ciência que existe na faculdade, conheci várias pessoas legais, aprendi muito e ampliei meu conhecimento, além de me conhecer melhor, crescer profissionalmente e coisas do tipo.

2. 1° ano de Engenharia

no 1° ano nós temos 7 matérias, porém química e física, boa parte do conteúdo foi estudado no ensino médio, a única diferença é que na faculdade é de forma bem mais profunda. cálculo I, o 1° bimestre é um resumão de toda a parte do ensino médio que precisamos saber para começar nessa parte mais aprofundada da matemática. mesmo tendo algumas notas ruins em Cálculo I, é um assunto que eu gostava e ainda gosto (não odeie a matéria só porque não foi bem nela), e Geometria Analítica e Álgebra Linear, uma das matérias que mais gostei e que mais me destaquei também. enfim, no começo você acha que o 1° ano de Engenharia é quase impossível mas depois percebe que pode piorar (lágrimas), mas também percebe que nem tudo está perdido, basta se esforçar mais. posso dizer que foi um ano muito bem aproveitado, onde consegui adquirir o máximo de conhecimento que podia, o que tem me ajudado muito no 2° ano e acredito que nos próximos anos também. a ideia é essa, seja qual for o curso que você está cursando, sempre tente entender o máximo do conteúdo dado e busque o máximo de conhecimento possível, isso te ajuda tanto pessoalmente, como na parte acadêmica e profissional.




2. 2° ano de Engenharia

a uma semana terminou o 1° bimestre do 2° ano de faculdade e já posso dizer que: não é mole não. mas não é impossível, tive notas abaixo da média mas que dá pra recuperar, mas também tive notas muito boas. são matérias que abrangem uma parte mais profunda da matemática, onde você pode entender melhor a curva de um gráfico em Cálculo II ou a energia de uma partícula em Física II. é um ano também onde os professores te incentivam muito para a escrita de trabalhos acadêmicos mais elaborados, como artigos científicos e é ótimo isso, é bom você já ter um contato com a escrita acadêmica desde o começo do curso, uma preparação para o trabalho final, conhecido como TCC.  


vou fazer posts separados nessa coluna no blog mais pra frente, contando sobre outros assuntos, como métodos de estudo, meu home office, rotinas...